Rebelião em presídio de Goiás acaba com nove mortos e 77 fugitivos

Segundo Superintendência de Administração Penitenciária, detentos incendiaram unidade. Corpos ficaram carbonizados  

Este slideshow necessita de JavaScript.

A rebelião desta segunda-feira (1º/1) na Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, acabou com pelo menos nove detentos mortos e 77 fugitivos.

Segundo a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), presos que estavam na ala C, invadiram as ala A, B e D e houve confronto, que, além dos mortos, deixou outros 14 feridos.

Os rebelados incendiaram a unidade prisional e corpos ficaram carbonizados. Os bombeiros controlaram as chamas e a Polícia Técnico-Científica está no local para a identificação dos corpos.

Ainda de acordo com a nota, 106 presos do grupo de bloqueados, que cumprem pena em regime fechado, aproveitaram a confusão e fugiram. Desses, 29 foram recapturados pelas forças de segurança pública.

Outros 127 apenados saíram da unidade durante a confusão, mas retornaram tão foi restabelecida a normalidade no local. Por volta das 16 horas, o presídio foi retomado pelo Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

O Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da PM também deu apoio no local, desde o início da rebelião, na contenção de fugas e na recaptura de foragidos.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ziro

É óbvio que estão revoltados, estão sentindo discriminados, não tem um Gilmar Mendes?!