Raquel Teixeira: “Ensino Médio é a maior blindagem contra a pobreza”

Secretária lançou “aulão” para alunos da rede pública na manhã desta segunda e incentivou jovens a fazer o Enem 

raquel-teixeira-alexandre-parrode-3

Secretária com camisa do “Enem Express” | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

A secretária de Educação, Cultura e Esporte de Goiás, Raquel Teixeira, recebeu, na manhã desta segunda-feira (21/9), mil alunos da rede estadual para o lançamento oficial do Enem Express. Durante o evento, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, a também professora proferiu discurso emocionante e motivacional aos jovens que participaram da primeira edição do projeto inédito do governo.

“Estudar não é fácil. É ralar, dedicar. Mas vale a pena… Se comprometam hoje. Ter sucesso é um presente que vocês dão a suas famílias, aos seus amigos, no entanto, acima de tudo a vocês mesmos. O mundo é transformado pelo conhecimento. Vivemos melhor quando somos atores, condutores de nossas vidas”, clamou a secretária, seguida por forte salva palmas.

Ao defender a importância de se fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a secretária afirmou que é o Ensino Médio o divisor de águas na vida das pessoas. “Este tem sido o gargalo da Educação no Brasil, justamente porque mais de 50% dos alunos abandonam o Ensino Médio, sem saber que é esta a única blindagem contra a pobreza absoluta. Aqueles que não terminam esta etapa têm 70% mais chances de serem pobres”, revelou.

Para evitar a evasão escolar e, também, incentivar/motivar jovens, a secretaria lançou o projeto — que está sendo realizado pela primeira vez na rede estadual de ensino.

De acordo com a Seduce, pelo menos 45 mil concluintes do Ensino Médio serão beneficiados com a ação em todo o Estado. Depois de três dias em Goiânia, o Enem Express vai para Anápolis, Aparecida de Goiânia, Trindade e Inhumas. As atividades continuam em outubro, até as vésperas da prova, nos seguintes municípios: Jataí, Rio Verde, Mineiros, Quirinópolis, Itumbiara, Goiatuba, Morrinhos, Piracanjuba, Goianésia, Ceres, Uruaçu, Catalão, Palmeiras e Entorno do Distrito Federal.

“O objetivo do projeto é oferecer conhecimento aos alunos das escolas públicas. O Enem é a porta de entrada para as universidades. Jovens da escola pública ainda têm receio de prestar o exame. Esta é uma maneira do governo de restaurar neles a confiança. Escolhemos os melhores professores, equipamento fantástico e material gratuito”, afirmou Raquel Teixeira durante coletiva de imprensa.

Segundo a secretária, o modelo adotado, uma espécie de “aula show” — comum em escolas particulares do País –, é o que há demais moderno. “Grandes professores dão o conteúdo da disciplina e depois os alunos estudam, em casa e na escola, o material que estamos oferecendo também”, completou. Para ela, esta é uma forma de democratizar o ensino: “É uma oportunidade nunca dada antes aos alunos da rede pública, muitos deles não se inscrevem porque não tem confiança. Todo mundo tem a mesma capacidade de aprender, o que faz a diferença são as oportunidades que alguns têm e outros não”.

Dados
Secretária concede coletiva de imprensa | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Secretária concede coletiva de imprensa | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Apesar das conquistas dos últimos anos por parte dos alunos da rede estadual — em especial no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), no qual Goiás conquistou as primeiras posições –, Raquel Teixeira revela que o número de inscritos no Enem neste ano caiu. “No ano passado, foram mais de 9 milhões de inscritos no Brasil. Em 2015, o número é 10,4% menor, cerca de 8,4 milhões a menos. Isso mostra que o Brasil precisa reformular o Ensino Médio”, denfendeu.

Mesmo assim, a secretária fez questão de ressaltar o “entusiasmo absoluto” que tem percebido por parte de alunos e professores envolvidos no Enem Express. “Isso é muito importante. A pessoa para vencer precisa ter confiança em si mesma, nos professores e em sua capacidade de ser resiliente. Portanto, é um momento que nós criamos para inspirar alunos e mostrar para eles que eles podem, sim, ter sucesso”, arrematou.

2 respostas para “Raquel Teixeira: “Ensino Médio é a maior blindagem contra a pobreza””

  1. Avatar Rogério José_GO disse:

    Ótima iniciativa…

  2. Avatar Epaminondas disse:

    “Tem que ralar”. Ah, nada como uma secretária de educação falando gíria. Aposto que falou direto no âmago dos alunos. Basta só isto. Dizer gírias. É tudo que as pessoas alvo dos projetos educacionais precisam.

    O resto do discurso soa a mais perfeita autoajuda. E como se sabe, basta olhar o tanto de gente feliz por causa da quantidade de livros de autoajuda. É mais ou menos na mesma proporção de gente que sai do ensino médio com domínimo básico de matemática e interpretação de texto.

    Pelo menos o estado de Goiás perdeu a hipocrisia: A função da educação não é educar, é fazer o ENEM. Tem gente que acha que são a mesma coisa. E céus, são eles que cuidam da educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.