Raimundo Lira é eleito presidente da Comissão do Impeachment. Relatoria é um impasse

Senador do PMDB foi aclamado para comandar a comissão. No entanto, nome de Anastasia (PSDB) é rejeitado por governistas 

Raimundo Lira (PMDB-PB) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) | Fotos: Agência Senado

Raimundo Lira (PMDB-PB) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) | Fotos: Agência Senado

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi eleito presidente da Comissão Especial do Impeachment no Senado. Os parlamentares discutem agora a indicação do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) para a relatoria do processo.

Assim, passa a contar o prazo de dez dias para que o relator do caso, ainda a ser escolhido, apresente um parecer que precisa ser aprovado por maioria simples, entre os 21 integrantes do colegiado.

Antes mesmo da confirmação do nome de Raimundo Lira (PMDB-PB) para a presidência da comissão, único nome indicado e aclamado por governistas e oposição, uma questão de ordem tumultuou a reunião.

O governo rejeita o nome de Antonio Anastasia (PSDB-MG), única indicação até hoje para o cargo, portanto, senadores da base, como Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), entraram com pedidos no Supremo Tribunal Federal (STF) e na própria comissão para impedir a indicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.