Raimundo Lira: “Dois impeachments mostram que instituições brasileiras estão consolidadas”

Presidente da Comissão que julgou processo contra Dilma no Senado disse que dois impedimentos em 24 anos não representam prejuízo para a democracia

| Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado

“Democracia brasileira é uma realidade”, defendeu | Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado

Em entrevista à TV Senado, o senador e presidente da Comissão Especial do Impeachment Raimundo Lira (PMDB-PB) disse acreditar que o fato de o Brasil passar pelo segundo processo de impeachment em 24 anos não representa prejuízo para a democracia brasileira. Para ele, os dois impedimentos – o de Fernando Collor, em 1992, e o de Dilma Rousseff (PT), ainda inconcluso – mostram que as instituições brasileiras estão consolidadas. “A democracia brasileira é uma realidade”, afirmou.

“Eu estava aqui como senador no impeachment de 1992, o fato de 24 anos depois haver um segundo impeachment mostra com clareza que as instituições democráticas brasileiras estão rigorosamente consolidadas”, defendeu ele. “É lógico que precisamos aperfeiçoar, modernizar, avançar, mas que elas já estão consolidadas, estão”.

O julgamento final de Dilma se inicia na próxima quinta-feira (25) com a oitiva das testemunhas de acusação e, depois, das testemunhas de defesa. Na segunda-feira (29), é a vez de a própria presidente afastada apresentar sua defesa. A previsão é de que o processo se encerre até a próxima terça-feira (30).

É necessário que 54 senadores votem pela condenação de Dilma, acusada de crime de responsabilidade fiscal pela edição de três decretos suplementares sem autorização do Congresso e por ter atrasado pagamentos de responsabilidade da União, as chamadas “pedaladas fiscais”. Se julgada culpada, ela é afastada de forma definitiva e fica, a partir de 2019, inelegível. Se absolvida, ela retorna ao cargo imediatamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.