Questionada sobre substituição de Guido Mantega, Dilma afirma que “eleição nova, governo novo, equipe nova”

Quem deve assumir a pasta é o ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. Ele se retirou do cargo no ano de 2013 alegando motivos pessoais

Esquerda, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e a direita, a presidente Dilma Rousseff Foto: Dilvugação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e a presidente Dilma Rousseff Foto: Dilvugação

Durante uma entrevista na cidade de Fortaleza, a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) indicou uma possível mudança em um dos seus 39 ministérios. Perguntada sobre a substituição do Ministro da Fazenda, Guido Mantega, a petista respondeu dizendo que “eleição nova, governo novo, equipe nova”.

Em contradição, Dilma afirmou que não tomará essa atitude em seu atual governo. “Quero dizer o seguinte. Só faço uma coisa. Não nomeio ministro em segundo mandato. Eu não fui eleita. Como é que eu saiu por aí nomeando ministro? Não sei se vocês lembram quando sentaram na cadeira antes da eleição”, buscou se esquivar Dilma.

Apesar da negativa da candidata, um nome já circula pelos bastidores como possível substituto de Mantega. Segundo publicado nesta sexta-feira (5/9) por diversos veículos da imprensa nacional, o ministério da fazenda deve ficar com o ex-secretário executivo da pasta, Nelson Barbosa. Ele se retirou do cargo no ano de 2013 alegando motivos pessoais.

Setor empresarial

As declarações de Dilma sobre essa possível saída de Mantega agradaram o setor empresarial. Conforme publicado pelo “Jornal A Folha de São Paulo”, alguns empresários declaram que uma mudança como esta é vista como uma correção na política econômica, que não deu muito certo durante o primeiro mandato da petista.

Porém, a notícia não foi recebida com o mesmo entusiasmo no Ministério da Fazenda. Alguns assessores entrevistados pela Folha afirmaram que a declaração da presidente “acaba enfraquecendo seu ministro durante o exercício do cargo”.

Deixe um comentário