Queiroga autoriza dose reforço para profissionais da saúde

O imunizante aplicado deve ser o da Pfizer e poderá ser vacinado somente quem completou os seis meses completos da segunda dose

Isolado em Nova York (EUA) após contrair Covid-19, o ministro da saúde Marcelo Queiroga, aprovou a aplicação da dose reforço em profissionais da saúde. “Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa”, declarou o ministro.

Segundo a orientação do Ministério da Saúde, todo profissional que tenha se vacinado com qualquer marca de vacina há seis meses poderá receber a dose reforço. A prioridade, é que sejam imunizados com a Pfizer, mas na falta desta vacina também poderá ser aplicado Janssen ou Astazeneca.

Atualmente, idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos já podem receber a dose de reforço se já completados os seis meses desde a segunda aplicação da vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.