Queda nas denúncias de violência contra o idoso pode ser indício de subnotificação

Existem diversas formas de violência praticada contra o idoso, indo da violência física até a medicamentosa

Violência contra o idoso ainda é problema cotidiano / Foto: Pixabay

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso (DEAI) de Goiânia, está lançando neste mês a campanha do Junho Violeta de conscientização contra a violência contra o idoso em suas mais variadas formas e está atenta a esse tipo de crime. O número de denúncias tem caído recentemente, mas ao contrário do que possa parecer, isso pode ser um mau sinal.

De acordo com o delegado Alexandre Alvim, titular da DEAI, a campanha neste ano ganha uma importância maior por causa da queda no número de denúncias observada na delegacia. O delegado revela que de uma média de 100 denúncias por mês, os números caíram nos últimos dois meses de isolamento social para 25 em abril e 46 em maio.

Para Alvim, isso pode ser um sinal de alerta. “Acreditamos que isso seja um indicativo de subnotificação, por isso a importância da campanha para alertar a todos da necessidade de não deixar de denunciar”, disse.

Existem diversas formas de violência praticada contra o idoso, conforme apontado pelo delegado, indo da violência física até a medicamentosa, que é quando o idoso é submetido a medicamentos que não estão em sua rotina de tratamento de saúde, além de violências financeira, psicológica e sexual.

A campanha Junho Violeta será feita via internet e ganhará também as ruas, com panfletagem e cartazes fixados em locais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.