PSL vai em busca do protagonismo em 2022, diz deputado Delegado Waldir

Mesmo consciente de que pode perder muitos deputados na janela eleitoral, principalmente, da ala extremista, Waldir acredita que o partido vai trazer outros parlamentares

Deputado Federal Delegado Waldir (PSL) | Foto: Lívia Barbosa/ Jornal Opção

O deputado Federal Delegado Waldir (PSL), afirmou ao Jornal Opção, que ficou comprovado que o PSL é um partido extremamente bem administrado, ao comentar sobre o relatório da Polícia Federal que inocenta o também deputado federal Luciano Bivar, presidente do PSL , que foi alvo de investigações na época em que o partido passava por uma espécie de turbulência política, quando o presidente Jair Bolsonaro ainda ameaçava deixar a sigla.

“A Polícia Federal fez a investigação e mostrou que o PSL é um partido extremamente bem administrado, tem compliance e gestão. Na verdade foram falsas acusações na época feitas por alguns deputados da ala de extrema direita do PSL e do próprio presidente da República”, disse.

Após a saída de Bolsonaro, no ano passado houve um ensaio sobre a possibilidade de retorno do presidente para o partido. Para Waldir ele estaria mais próximo de outras siglas, mas tem diálogo aberto. “Estaria mais próximo do Republicanos, para onde foram os dois filhos deles, ele tem um diálogo com o patriotas, com o PTB para onde deve ir a ala extremista dos deputados federais do PSL assim que abrir a janela eleitoral. O presidente busca também o PSL, pediu desculpas para o presidente Luciano Bivar  e abriu uma janela de diálogo”, aponta.

O deputado ainda destaca que o PSL é “a noiva cobiçada” já de olho no cenário de 2022. “O PSL hoje é um partido que tem recursos de fundo partidário e eleitoral, tem tempo de TV e é a noiva cobiçada por todos os políticos. Tanto que agora o Rodrigo Maia sinaliza que  quer vir com seu grupo, de vice-governador, prefeito do Rio e vários parlamentares do país para o PSL. Então, a gente houve todas as propostas e vamos ver o que é melhor para o partido em 2022, a gente busca o protagonismo”, enfatiza o parlamentar.

Liderança

Na Câmara, o deputado Vitor Hugo assumiu a liderança da sigla, e sobre a influência que isso tenha para a volta do presidente Bolsonaro para o PSL, Delegado Waldir diz que não vê efeito e prevê um time forte para 2022.

“Nós conseguimos ainda eleger nosso presidente Luciano Bivar primeiro-secretário, um dos cargos mais importantes da Câmara e faz parte da mesa. O PSL continua muito forte e estamos nos preparando para 2022, sabemos que perderemos muitos deputados na janela eleitoral, principalmente dessa ala extremista e nós vamos trazer outros parlamentares. Inclusive em Goiás nos estamos montando nosso time de deputados estaduais e federais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.