PSDC, ala do PSB e Felizberto Tavares, do PT, declaram apoio a Marconi

Lideranças de diferentes cidades se reuniram com o candidato. Chapa de Alexandre Magalhães, que concorria ao governo estadual, declarou apoio ao tucano

Alexandre Magalhães (PSDC, à esquerda), Felizberto Tavares (PT) e Alsueres Mariano (PSB) apoiam reeleição do governador | Fotos: Reprodução e Jornal Opção

Alexandre Magalhães (PSDC, à esquerda), Felizberto Tavares (PT) e Alsueres Mariano (PSB) apoiam reeleição do governador | Fotos: Reprodução e Jornal Opção

O resultado de um dia de negociações em busca de apoio para o segundo turno das eleições ao governo estadual foi apresentado na manhã desta quarta-feira (8/10) pelo governador Marconi Perillo (PSDB). Em seu comitê central, às margens da BR-153, em Goiânia, diferentes lideranças anunciaram apoio ao seu projeto de reeleição.

Dentre eles estão o vereador por Goiânia Felizberto Tavares (PT), que perdeu as eleições para a Assembleia Legislativa. Recentemente, ele esteve envolvido em polêmicas por votar contra a indicação de seu partido no projeto que previa o reajuste das alíquotas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto Territorial Urbano (ITU) na Câmara Municipal.

Entre outros apoiadores estão os vice-prefeitos de Senador Canedo, Alsueres Mariano Correia Junior (PSB), e de Bonfinópolis, Hermes Lemes (PTB); da prefeita de São Miguel do Araguaia, Adailza Alves de Sousa Crepaldi (PSC); do vereador por Aparecida de Goiânia, João Antônio (PSB); e do presidente do PSB de Morrinhos, Tiãozinho do Ônibus.

Quem também anunciou participação no segundo turno foi o vereador por Goiânia Richard Nixon (PRTB). Ele é ligado ao empresário Júnior Friboi (PMDB), que divulgou carta na última terça-feira declarando apoio ao governador. “Coloco-me à disposição de todos quantos queiram comigo somar esforços para a reconstrução do PMDB após o próximo dia 26 de outubro, eis que, por seus méritos pessoais e políticos, por sua modernidade e eficiência, o povo de Goiás reelegerá o governador Marconi Perillo para mais um mandatos frente aos destinos de Goiás”, relatou o peemedebista.

Outro apoio veio da chapa que concorria ao Palácio das Esmeraldas pelo PSDC: os ex-candidatos a governador Alexandre Magalhães, o seu vice, Rodrigo Adorno, e o concorrente ao Senado, Aldo Muro. “Declaro aqui meu apoio. Vamos vestir a camisa e seguir adiante”, falou o ex-candidato ao microfone. Em entrevista ao Jornal Opção Online, ele afirmou que Marconi Perillo representa a “modernidade” e que o PSDB tem a “mesma linha do PSDC por ser democrático”. “Não vamos coligar com o PMDB de Iris Rezende, que é apoiado pelo PT. É arcaico e atrasado, não queremos isso para Goiás”, analisou.

Em discurso ao lado do vice, José Eliton (PP), e da esposa, Valéria Perillo, o governador orientou a militância para os próximos 17 dias de campanha. “Peço que todos continuem com o salto baixo, pés no chão, humildade”. Do evento, Marconi Perillo foi vistoriar as obras do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.