Protesto contra a “cura gay” é marcado para esta sexta-feira (22) em Goiânia

Manifestação acontece em meio a polêmica após permitir que psicólogos tratem gays como doentes e promovam “reversão sexual”

Uma manifestação foi marcada para esta sexta-feira (22/9) em Goiânia contra a “cura gay”. Um evento no Facebook foi criado para convocar os goianienses.

De acordo com os organizadores, o projeto de cura gay é “um dos maiores retrocessos”. “Nem só de parada LGBTT, Movimentos LGBT+, Festas, Boates viveram as gays tá na hora de mostrar que juntos somos mais. não merecemos ser tratados como pessoas doentes merecemos respeito”, diz o evento.

O protesto foi marcado após decisão da Justiça Federal de Brasília que permitiu, em caráter liminar, tratar a homossexualidade como uma doença. Na prática, a sentença dá aval para que psicólogos possam atender gays e lésbicas como doentes e possam fazer terapias de “reversão sexual” sem sofrer qualquer tipo de censura por parte do Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Nesta terça-feira (19/9), o Jornal Opção lançou campanha nas redes sociais, endossada por políticos, especialistas e personalidades para criticar a liminar. “Amor não é doença, amor é cura. Trate seu preconceito”, diz a campanha.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.