Proposta de deputado defende a legalização da maconha para uso recreativo

A proposta permite plantar, cultivar e colher até seis plantas fêmeas em floração, além do armazenamento de até 40 gramas não prensadas mensalmente pelo usuário

Foto: Reprodução

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) apresentou nessa terça-feira (10/7) um projeto da Câmara em que autoriza, entre outros pontos, o plantio da cannabis e o porte no Brasil de “até 40 gramas não prensadas” para uso recreativo e medicinal.

O parlamentar acredita que está seguindo a tendência internacional para a regulamentação da maconha e ter se inspirado em países como Uruguai, EUA, Espanha e Portugal, que foram bem sucedidos nesse sentido. Na matéria, a produção da planta para uso medicinal será realizada somente por quem for autorizado pela Anvisa.

A cannabis de uso pessoal, de acordo com a proposta, poderá ser cultivada por qualquer um maior de 18 anos. A proposta permite plantar, cultivar e colher no recinto doméstico até seis plantas fêmeas em floração, além de poder ser armazenados até 40 gramas não prensadas mensalmente por “usuário ou paciente, para uso pessoal ou medicinal”.

Já para o uso medicinal, o projeto de lei estabelece como direito do paciente o acesso e uso medicinal de cannabis de efeito psicoativo e de seus derivados. segundo o projeto, “entende-se por uso medicinal a aquisição, cultivo, administração, entrega, posse, transferência, transporte ou uso de ‘cannabis’ de efeito psicoativo para o tratamento ou alívio de paciente portador de condição médica debilitante ou de sintomas que lhe sejam associados”.

Se a proposta virar lei, o controle e fiscalização serão da Anvisa e da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (Senad).

13 respostas para “Proposta de deputado defende a legalização da maconha para uso recreativo”

  1. Avatar ziro disse:

    A maioria da população brasileiro não aprova liberação de drogas para os maconheiros. Aliás, já está passando da hora da polícia dá uma fiscalizada no canteiro central da avenida Goiás, praça do trabalhador e praça cívica de Goiânia, que estão se tornando literalmente em fumódromo de maconheiros a céu aberto, inclusive de engravatados, que a cada dia está deixando de ser um espaço saudável para família e do trabalhador. É um horror, a catinga da maconha já é caso de polícia.

  2. Avatar tuiuti disse:

    legaliza brasil que vira paraíso!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Avatar João disse:

    Eu não fumo, porém concordo que os milhões de usuários que sustentam o tráfico gerando bilhões em lucro para eles plantem suas maconha ao invés de financiar.

  4. Avatar João disse:

    E digo mais, concordo com o que a marina sugeriu, que se faça um plebiscito e os brasileiros decidam se a maconha deve ou não ser legalizada.

  5. Avatar Nelyza Inocencio disse:

    Muitos têm preconceitos contra a maconha, mas existem vários outros tipos de DROGAS QUÍMICAS que destroem a vida de muitos que utilizam e de quem está ao seu redor, a canabis é uma planta e é ridículo a proibição de algo que nasce da terra.. que pode melhorar a vida de várias pessoas e salvar..
    SOU A FAVOR, de algo que vai abrir a sua mente para um mundo melhor…☺

  6. Avatar Matheus Potter disse:

    Muitas pessoas não querem que legalizem a Cannabis por causa do preconceito que vem de gerações passadas mas essa nova geração já não ver isso como exclusão social ou algo errado, o uso da maconha deve sim ser legalizado acredito que o índice de jovens usuários mortos iram sim reduzir consideravelmente, tô junto com essa proposta!
    Pernambuco, cabo de santo Agostinho, apoiamos!

  7. Avatar Márcio disse:

    Deputado Paulo Teixeira está de parabéns, pois sempre é uma luta quando vou comprar maconha, todos os usuários sonham com esse dia e seis pés esta ótimo. A maioria conservadora não tem uma opinião baseada em estudos e também nunca procurou conhecer a planta de cannabis e sua biologia.
    Eu ainda tenho esperança e sonho em ver meus 6 pés de cannabis crescendo sem ser tachado de vagabundo e traficante.

  8. Avatar Thiago disse:

    Como faço para acompanhar o processo… valeu legaliza

  9. Avatar bruno carlos disse:

    sou totalmente a favor da liberaçao pois chegou a hora da populaçao deixa de ter esse pensamento medieval de lado de que canabis e a causa dos males da humanidade pois com a liberaçao do cultivo nao havera porque continuar alimentando o crime com a liberaçao cada um planta o seu no seu quintal sem prescisar ir na boca de fumo

  10. Avatar Douglas Fernandes de Avelar disse:

    Eu não intendo pessouas PROIBINDO planta medicinal mas é porquê a Medicina dela é INSUBSTITUÍVEL temos que brigar pelo direito de fumar pesquisar usar e desfrutar da cannabs porque a maconha já é a maior guerra como droga em comparação a outras por ser mas valorizada popularmente ela vem sofrendo precoiseitos sociais e ativistas mas o marquet corruptos destas fundações tem caído e o preconceito também por ela ser mas natural que as outras fato interessante quando Hitler era líder das Américas como Estados Unidos viu ela virando febre por ser pouco conhecida a proibirao a campanha de proibição veio ao Brasil e o nazismo será que na história foi Hitler que começou a proibir esta planta hoje somos cúmplice de nazizmo numa Medicina moderna que fala que ela faz menos mal que bebidas ou querem é somente vender planta simples a preço de ouro legalização já legalize.

  11. Avatar João Paulo disse:

    O país tem que abrir os olhos para as oportunidades de emprego que poderá vir com a legalização sem fala no”PIB” que irá ter uma alavancada surpreendente então não sejam preconceituosos e legalizem para que o tráfico seja reduzido a cinzas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.