Projetos que alteram data da eleição da mesa diretora geram polêmica na Câmara

Uma proposta quer antecipar o pleito e a outra prentende adiar a votação para 2019

Vereadores Carlin Café (PPS) e Vinicius Cerqueira (Pros), autores das propostas

A discussão em torno da data da eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Goiânia dominou o plenário da Casa na sessão ordinária desta quinta-feira (1º). Uma proposta quer antecipar o pleito para a primeira sessão de dezembro e a outra pretende adiar a votação para fevereiro de 2019.

O assunto gerou polêmica entre os vereadores que acusam interesses políticos por trás das mudanças.

A articulação para adiar a votação para o próximo ano foi feita pelos suplentes que devem assumir mandato em 2019: Alfredo Bambu (PRP), Dr. Gian (PSB), Denício Trindade (SD), Divino Rodrigues (PROS) e Álvaro da Universo (PSC). O projeto foi apresentado nesta quinta pelo vereador Carlin Café (PPS).

O vereador questiona o fato dos vereadores, eleitos para outros mandatos, terem  direito em votar no presidente da próxima legislatura visto que não estarão mais na Casa. “Eles [suplentes] vão tomar posse em fevereiro e esses mesmos podem se candidatar a presidente desta Casa e da CCJ. Eles [vereadores] é que vão decidir o destino e o rumo dos cinco suplentes que vão assumir. Isso é justo?”, indaga.

A outra proposta, que antecipa a votação para a primeira sessão de dezembro deste ano foi apresentada pelo vereador Vinícius Cerqueira (Pros). Ele defende que seja criada uma Comissão de Transição entre a atual e a próxima Mesa Diretora.

Vinicius ainda critica a proposta de Carlin Café e diz que adiar a eleição gera risco jurídico. “Os suplentes querem votar, mas a gente não pode mudar a regra do jogo do dia para a noite. Se você aumenta esse prazo você aumenta um mandato de um presidente. É um risco jurídico que nós corremos e quem estende um mês pode estender dois meses, dois anos. As comissões desta casa também são eleitas. Então os mandatos delas também vencem no dia 31 de dezembro. É uma proposta descabida”, finaliza.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.