Programa de reinserção social ajuda adolescentes em conflito com a lei em Goiás

Terceira turma do Programa Jovem Sustentável começa nesta segunda-feira (7)

Divulgação

O início da 3º turma do Programa Jovem Sustentável Aprendiz, em Senador Canedo (GO), está marcado para esta segunda-feira (7/5). O projeto, que tem como objetivo a redução da violência a partir da ressocialização e inclusão profissional de jovens em cumprimento de medida socioeducativa, atua para promover a transformação de valores destes adolescentes, além de resgatar a cidadania e possibilitar a inclusão no mercado de trabalho.

O curso é um desdobramento do Programa Jovem Sustentável, metodologia da Fundação Alphaville que promove o fortalecimento de jovens em situação de vulnerabilidade social. O Programa foi reconhecido nacionalmente pelo Selo Benchmarking de Sustentabilidade, por possibilitar o desenvolvimento individual e social de cerca de 40 jovens já atendidos pelas duas turmas piloto realizadas no mesmo município.

“É uma oportunidade para desenvolver o autoconhecimento, idealizar novos sonhos e ser reinserido na sociedade como um cidadão com novos valores”, explica a coordenadora de Projetos Sociais da Fundação, Graça Rodrigues.

A formação, consolidada como uma alternativa ao cumprimento de medidas socioeducativas, está formatada em 172 horas de atividades de contra turno escolar e conta com módulos de Programação Neurolinguística (PNL), Sustentabilidade Integral (com atividades de permacultura, economia, empreendedorismo e qualidade de vida) e cidadania digital.

Em Senador Canedo, o programa é uma parceria entre a Prefeitura Municipal, o Poder Judiciário, a Fundação Alphaville e o Ministério Público do Estado de Goiás, e tem como premissa fortalecer o caráter formativo das medidas socioeducativas, transformando a experiência dos adolescentes em aprendizado e possibilitando seu ingresso no mercado de trabalho. “Dos 39 jovens que recebemos nas duas primeiras formações, 21 já foram inseridos com sucesso nas empresas da cidade, reduzindo os índices de reincidência e demonstrando que a proposta formativa tem sido muito satisfatória para a transformação no curso de vida destes adolescentes”, afirma Fernanda Toledo, gerente de Sustentabilidade da Fundação Alphaville.

Durante a aplicação das formações com os adolescentes, técnicos do município também participam do processo de capacitação para dar continuidade a novas turmas do projeto.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.