Produção industrial de Goiás cresce 1,7% de janeiro a setembro de 2019

Estado ocupa a quinta posição no ranking nacional de produção industrial

Indústria goiana | Reprodução

A indústria goiana apresentou crescimento de 1,7% no período de janeiro a setembro de 2019, o que colocou Goiás na quinta posição no ranking nacional da produção industrial. O Estado fica à frente de ficando à frente de São Paulo (-0,1%), Rio de Janeiro (0,3%), Minas Gerais (-4,6%), Pernambuco (-3,0%) e Bahia (-2,9%). Os dados são do IBGE.

Segundo o levantamento, a indústria goiana, nesse período, só perdeu em crescimento para Paraná (6,7%), Rio Grande do Sul (4,3%), Santa Catarina (3,4%) e Amazonas (2,5%).

Os números do IBGE revelam outras informações importantes. Estados como São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia, cujo Produto Interno Bruto (PIB) é maior do que o de Goiás (de acordo com indicação de 2017), tiveram crescimento menor ou apresentaram resultados negativos.

O secretário Wilder Morais, titular da secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), avalia o resultado positivo nesse período e conclui que as políticas de incentivo do Governo do Estado mostram resultados positivos.

“Este ano prospectamos e atraímos inúmeras indústrias interessadas em investir em Goiás graças às nossas políticas de incentivos e fatores como logística privilegiada e posição geográfica que favorece”, disse Wilder, lembrando que o crescimento industrial do Brasil foi negativo, de -1,4%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.