Também foi solicitado emissão de alerta vermelho pela Interpol contra o ex-presidente

Foto: Reprodução.

Nesta segunda-feira, 6, o Ministério Público da Bolívia protocolou uma acusação por crimes de terrorismo contra o ex-presidente do país, Evo Morales. A instituição ainda pediu que Morales seja preso preventivamente. A acusação foi feita pela Comissão de Procuradores Anticorrupção do MP.

Evo Morales exilado na Argentina, onde pediu refúgio ao chefe do governo aliado, Alberto Fernández.

O governo boliviano também solicitou a emissão de um alerta vermelho pela Interpol contra o ex-presidente, mas o pedido foi negado.