Para superintendente estadual, Allen Viana, queixas aumentaram devido ao aumento das compras por este meio durante o período de isolamento social

Compras online aumentam durante pandemia | Foto: Divulgação

Com o crescimento das vendas pela internet durante o período de pandemia de Covid-19, o Procon Goiás registrou inúmeras queixas que vão desde atraso nas entregas dos produtos adquiridos on-line quanto defeitos ou vício.

Desde o decreto de emergência de saúde pública em Goiás até esta terça-feira, 13, o Procon-GO registrou 19.821 reclamações relacionadas a e-commerce. O crescimento das queixas em comparação com o ano passado foi de 108%, quando o órgão contabilizou 8.734 registros.

Em todo ano de 2019, o Procon-GO realizou 15.075 atendimentos para essas reclamações. O superintendente estadual do órgão, Allen Viana, recomendou que os consumidores busquem por sites confiáveis para realizar suas compras on-line.

Destacou para seja verificado se há dados dos fornecedores, contato, endereço, CNPJ. Ainda reforçou para que se pesquise por reclamações em sites de busca e tente obter informações de outras pessoas que também adquiriram produtos por aquele e-commerce.

No pagamento, ele aponta a importância de verificar se a página exibida apresenta um cadeado. Ele é a garantia de segurança e privacidade dos dados. Ainda pontua que compras podem ser canceladas até sete dias após o recebimento do produto. Também reforçou para que se guarde todas as informações da compra e documente o processo.

“É importante frisar que esse acréscimo no número de queixas por parte do consumidor é um reflexo do crescimento das compras virtuais”, afirmou o superintendente.