Procon Goiás entra na Justiça contra bloqueio de internet pelas operadoras de celular

Requerimento do órgão goiano ocorre na mesma semana em que o poder Judiciário do Estado de São Paulo deliberou pelo fim do modelo de cobrança adotado pelas empresas

Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Foto: Marcello Casal Jr/ABr

O Procon Goiás ingressou na Justiça com uma ação civil pública contra as operadoras de telefonia OI, Claro, Tim e Vivo, pedindo o fim do bloqueio de acesso à internet após o esgotamento de franquia de dados contratada pelos consumidores em território goiano.

Além da ação, o órgão também instaurou processos administrativos contra as empresas. Na avaliação do órgão, o sistema adotado pelas operadores desde o fim do último ano viola os direitos do consumidor.

O requerimento do órgão goiano ocorre na mesmo semana, a Justiça de São Paulo atendeu a liminar pedida pela Fundação Procon-SP e as operadoras de telefonia ficaram impedidas de cortar o acesso à internet móvel dos clientes paulistas após esgotamento de franquia de dados.

Deixe um comentário