Procon encontra variações de preços de até 200% em presentes do Dia das Crianças

Órgão de fiscalização encontrou brinquedos que custam até R$ 90 a mais em lojas diferentes e deu dicas para que pais economizem nas compras

| Foto: Divulgação Procon

Fiscais visitaram seis lojas diferentes entre 26 de setembro e 4 de outubro | Foto: Divulgação Procon

O Procon Goiânia pesquisou os preços de brinquedos para o Dia das Crianças, na próxima quarta-feira (12/10) e descobriu variações de preços entre as diferentes lojas que atingem 112,51%. Entre 26 de setembro e 4 de outubro os fiscais do órgão visitaram seis lojas da região Central e Sul.

Um dos casos que mais chamou a atenção dos agentes, segundo o superintendente do Procon Municipal, Fernando Valadares, foi um carrinho de controle do Homem Aranha que custava, em alguns lugares, cerca de R$ 79,99, e, em outros, R$ 169,99. Uma boneca Barbie, por exemplo, custa R$ 29,90 em um lugar e, em outro, R$ 89,99: uma variação de 200,06%.

Ele recomenda que os pais verifiquem preços em várias lojas antes de fechar a compra: “Pesquisar é a maior aliada para a economia”, afirmou ele.

Além de alertar para a variação de preço e autuar as lojas que estivessem descumprindo a legislação, o Procon também dá dicas para conseguir fazer compras mais eficientes. Uma delas é utilizar a internet para verificar valores e condições de pagamento, além de pesquisar em mais de uma loja. Ferramentas de busca como o Google Shopping, o Buscapé e Shopping Uol podem auxiliar os pais nesse processo.

Quanto às condições de pagamento, o Procon alerta para o perigo das compras parceladas, que acabam endividando os pais por um período maior. O fato de alguns brinquedos exigirem gastos extras, com pilhas, baterias etc., também deve ser levado em consideração.

Outra sugestão é evitar levar as crianças para escolherem o presente, para conter compras desnecessárias. Os pais também devem verificar se o produto tem garantia e selos de qualidade, verificando ainda a faixa etária indicada para ele. Observar a data de validade, exigir a nota fiscal e verificar prazos de trocas e devoluções também é fundamental, aponta o órgão (Com informações do Procon Goiânia).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.