Primeiro exame para médicos recém-formados em Goiás tem adesão de menos de 10%

Avaliação adotada por Conselho Regional de Medicina é a segunda do tipo no Brasil e foi facultativa. Confira números

O primeiro Exame de Egressos realizado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego), aplicado no último sábado (16/12) na capital, contou com adesão de menos de 10% dos médicos recém-formados no Estado.

Por ano, as instituições de ensino goianas formam cerca de 200 médicos. 39 egressos haviam realizado a inscrição para participar do exame e 18 compareceram no dia da prova. A expectativa inicial do Cremego era que ao menos 50 pessoas participassem da avaliação.

Mesmo com participação abaixo da expectativa, o presidente do Cremego, Leonardo Mariano Reis, comemorou o resultado e lembra que a medida é apenas o pontapé inicial para a criação de uma nova cultura na classe médica.

“Em que pese uma abstência um pouco maior que prevíamos, cumprimos nosso objetivo e o resultado foi positivo”, afirmou o dirigente. Os resultados da avaliação por instituição de ensino serão divulgados ainda nesta semana.

Exame

Com 100 questões objetivas, o exame aplicado neste último fim de semana pelo Cremego abrangeu as áreas essenciais da medicina, com ênfase em conteúdos considerados imprescindíveis ao bom exercício profissional. Serão aprovados os candidatos que acertarem, pelo menos, 60% das questões.

A participação na prova foi facultativa e o objetivo do conselho é avaliar a formação dos profissionais recém-graduados. Os resultados individuais são confidenciais e serão repassados exclusivamente aos participantes.

O registro de novos médicos no Cremego independe da participação deles no exame, que será realizado anualmente e sempre aberto a formandos de faculdades autorizadas pelo MEC em qualquer Estado e a médicos formados nos dois últimos anos e devidamente registrados no Conselho.

Goiás é o segundo Estado do Brasil a implantar uma prova semelhante a que já existe na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O primeiro foi São Paulo, onde os índices de “reprovação” superam os 50%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.