Primeiro dia de shoppings abertos no DF é marcado por filas

Lojas de aparelhos de tecnologia e de operadoras de celular foram as que registraram mais clientes

O retorno dos shoppings centers da capital federal foi marcado por filas para entrada nos estabelecimentos e aglomeração em estabelecimentos mais movimentados. Seguranças mediram a temperatura, fiscalizaram o uso de máscaras e forneceram álcool em gel aos clientes.

Algumas lojas permanecem fechadas, as áreas de entretenimento seguem bloqueadas, e as praças de alimentação funcionam com restrições. Lojas de aparelhos de tecnologia e de operadoras de celular foram as que registraram mais clientes.

A rotina dos shoppings está sofrendo modificações para se adaptar ao novo cenário. Empresários vão avaliar o fluxo de clientes desta primeira semana, para pensar em mais ações de preservação da saúde dos compradores e mais estratégias de venda que não provoquem aglomerações em lojas.

A Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio) realizou uma análise do primeiro dia de reabertura dos principais shoppings do DF. “Os estabelecimentos seguiram rigorosamente as normas de segurança, as lojas estavam com poucos empregados, os comércios de celulares estavam mais cheios e muito empresário não abriu, porque não tinha estoque. Só o cumprimento das obrigações de saúde vai permitir que se avance na reabertura de mais segmentos. Então, estamos empenhados nisso. Fizemos testes de covid-19 em 3 mil funcionários em dois dias e a meta é examinar 10 mil até sexta-feira”, sintetizou o presidente da Federação, Francisco Maia. (Com informações do Correio Braziliense)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.