Primeiro caso da variante Mu no Brasil é detectado no Rio de Janeiro

O secretário da saúde do Rio afirmou que a pessoa infectada esteve no México e que não há chances de haver transmissão local

Nesta sexta-feira, 17, o  secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, confirmou o primeiro caso da variante Mu, mutação do coronavírus. “Foi diagnosticado, mas a gente não tem nenhuma característica de transmissão local”, disse no 37º boletim epidemiológico do Rio.

A pessoa infectada teria estado no México, recentemente. “Não é um caso de transmissão local”, afirmou Soranz. A variante Mu é classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma cepa de interesse, ou seja, eles ainda não sabem afirma se a mutação consegue driblar os anticorpos da vacina contra o Covid-19.

A variante foi identificada pela primeira vez em janeiro, na Colômbia e hoje já soma 39% dos casos no país. No Equador se tem a segunda maior prevalência, com 13% dos casos. Mundialmente, não se chega nem a  0,1% dos casos.

No Rio de Janeiro, a variante Delta continua sendo a prevalente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.