PRF apreende R$5 milhões em drogas em Goiás

Dois veículos apreendidos pelos agentes, um na manhã desta quarta, 19, e outro na noite de ontem, somaram a maior apreensão do ano

Droga apreendida pela PRF em veículo de passeio entre Goiás e Mato Grosso do Sul | Foto: PRF

Na manhã desta quarta-feira, 19, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na BR-060, em Jataí, sudoeste do Estado, 3,4 toneladas de maconha. Esse é o maior carregamento de drogas apreendido neste ano em Goiás.

A droga estava sendo transportada em um caminhão baú, quando policiais deram ordem de parada. O motorista, de 37 anos, tentou fugir pela porta de passageiro, mas acabou preso. O caminhão foi conduzido a uma unidade da PRF em Jataí.

O motorista, que foi encaminhado para a Polícia Civil de Jataí, não informou à PRF o destino da droga. Apenas disse que se encontraria com outra pessoa em Rio Verde.

Caminhão apreendido na manhã desta quarta-feira, 19, com 3,4 toneladas de maconha | Foto: PRF

Primeira apreensão

O carregamento apreendido desta quarta, junto a outro apreendido pela PRF na noite de ontem, totalizou um prejuízo de R$5 milhões ao crime organizado. Em ação conjunta com a PMGO, a PRF interceptou mais de uma tonelada de drogas transportadas em um carro de passeio em Chapadão do Sul, divisa de Goiás com o Mato Grosso do Sul.

Troca de informações entre a PMGO e a PRF permitiram que o veículo lotado de drogas e prestes a transferir a mercadoria para um caminhão fosse encontrado no município sul-mato-grossense. O destino seria Uberlândia, em Minas Gerais.

Goiás é rota do tráfico, porque liga os principais países fornecedores ao litoral do país. As ações da PRF no Estado tem sido incisivas em atacar organizações criminosas por meio de vias terrestres. A PRF informou que tem investido em tecnologia, capacitação e integração com outros órgãos para enfraquecer a estrutura logística e financeira do crime organizado.

Veículo de passeio apreendido em Mato Grosso estava lotado de maconha | Foto: PRF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.