Prevent Senior registra quarto pior índice em mortes de idosos com Covid na rede privada de SP

As informações são do banco de dados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), desde o início da pandemia e atualizadas até setembro deste ano

Prevent Senior | Foto: divulgação

Dados do Ministério da Saúde revelam, que de cada 100 pessoas com 80 anos ou mais que se internaram em estado grave em hospitais da Prevent Senior com Covid-19 na cidade de São Paulo, 49 morreram. De acordo com reportagem do UOL, é o quarto pior índice entre os 25 hospitais ou redes privadas na capital paulista que atenderam pelo menos 250 casos graves da doença.

As informações divulgadas são do banco de dados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), desde o início da pandemia e atualizadas até setembro deste ano. A Prevent é conhecida por oferecer planos voltados para o atendimento de idosos.

Apresentaram números maiores que o da Prevent Senior o hospital Igesp com 62 mortes para cada 100, Santa Marcelina (58) e Notredame Intermédica (53). Em contrapartida, entre as unidades que ficaram abaixo desse índice estão o grupo São Luiz com 42 mortes para cada 100 internações graves, Nove de Julho (41), Beneficência Portuguesa (35), Albert Einstein (34) e Sírio-Libanês (26).

Prevent diz que há inconsistências no banco de dados do Ministério da Saúde

Segundo o UOL, a Prevent informou por nota, que há inconsistências no banco de dados do Ministério da Saúde. A empresa disse ter identificado uma taxa de 44 mortes para cada 100 internados com covid-19, com 80 anos ou mais, nos hospitais da rede.

A empresa ainda se tornou-se alvo da CPI da Pandemia depois que ex-médicos da rede denunciaram o uso não autorizado de tratamentos ineficazes contra a covid-19 em pacientes – o chamado “Kit Covid”- , a ocultação de mortes em pesquisas sobre a hidroxicloroquina e a adulteração de atestados de óbito. A empresa nega as acusações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.