Preso pela PF, suspeito confessa ter hackeado Moro, Dallagnol, juizes e delegados

Após confissão do suspeito, Moro usou o Twitter para parabenizar investigações da PF

Walter Delgatti Neto, preso pela Operação Spoofing, em São Paulo, confessou, na tarde desta quarta-feira, 24, ter hackeado os celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, do procurador Deltan Dallagnol, delegados da PF e juízes.

Delgatti acumula diversos processos na Justiça pela prática de crimes de estelionato, falsificação de documentos e furto. Além de Walter também foram presos o casal Gustavo Henrique Elias Santos e Suellen Priscila de Oliveira, e também Danilo Cristiano Marques.

Após a confissão de Walter Delgatti, o ministro usou as redes sociais para se pronunciar sobre o assunto. No Twitter, Moro parabenizou a investigação da Polícia Federal e aproveitou para criticar a fonte dos sites que divulgaram as mensagens atribuídas a ele e outras autoridades. Veja: 

Foto: Reprodução/Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.