Presidente do PMB reage a acusações de “golpista” após suposta fraude em ato de filiação

“Devo lembrar que sou presidente estadual, não municipal, do partido. Não sou eu que faço essas filiações”, considerou Santana Pires que disse acreditar que tudo não passou de um “erro de digitação” por parte da direção municipal 

Santana Pires / Foto: Divulgação

O presidente estadual do PMB, Erciley Pires Santana, popularmente conhecido como Santana Pires, foi acusado de fraudar o ato de filiação partidária no município de Senador Canedo. Uma mensagem que circula nas redes sociais diz que Santana lançou “inúmeras fichas de filiação sem autorização legal de pré-candidatos, sem nem mesmo ter assinaturas”.

A reportagem conversou na manhã desta segunda-feira, 27, com o presidente estadual que rebateu: “O que deve ter acontecido foi um erro de digitação por parte da direção municipal. Mas devo lembrar que sou presidente estadual, não municipal, do partido. Não sou eu que faço essas filiações. Tenho certeza que tudo foi feito para me prejudicar [politicamente], ninguém quer que o partido cresça”.

O comunicado que circula nas redes diz, ainda, que alguns pré-candidatos no município irão até a delegacia onde abrirão um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), não só contra o presidente estadual, mas também em desfavor da presidente municipal da sigla, Laudeni Lemes.

Sobre a ação, Pires garantiu que se mantém tranquilo. “Natural. Eles estão correndo atrás do direito deles. Estou tranquilo em relação a isso pois sei que não houve fraude. Apenas um equívoco que não prejudica o partido nem as pessoas envolvidas. Tudo será resolvido. Não queremos ao nosso lado quem não tem o desejo de ficar”, resumiu.

Pedido de desculpas

Santana Pires também informou a reportagem que após a mensagem “de golpista” circular em grupos de WhatsApp de todo o município, veio, mais tarde, um pedido de desculpas.

O político alega que o autor da mensagem inicial enviou uma mensagem para se retratar. Em um trecho, disse: “em respeito a sua história e por todo o trabalho que vem executando, peço minhas sinceras desculpas pelas publicações que denegriram a sua imagem”.

O presidente acredita que toda confusão foi gerada devido ao racha político enfrentado pela sigla. Parte apoia a reeleição do atual prefeito Divino Lemes enquanto outros saíram em apoio ao então deputado estadual e possível candidato à prefeito Júlio Pina. Pires, por sua vez, mantém apoio à reeleição de Lemes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.