Presidente do INSS é exonerado por contrato suspeito de quase R$ 9 milhões

Reportagem do Jornal O Globo publicou a denúncia

Foto: Ela Fiuza/ABr

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, exonerou o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Francisco Lopes. A exoneração será publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (16/5). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do ministério.

O ministro Beltrame tomou a decisão após o jornal O Globo publicar matéria informando que Lopes assinou um contrato com empresa de informática que tem sede numa loja de venda de bebidas e depois de parecer técnico do INSS apontar que os programas de informática não seriam úteis para o instituto.

O contrato no valor de R$ 8,8 milhões foi assinado em abril deste ano com a empresa RSX Informática Ltda para fornecer programas de computador e treinamento para o INSS.

Após a publicação da matéria, o órgão informou que cancelou o contrato por determinação de Francisco Lopes e foi pedida a abertura de diligências e procedimentos para esclarecer todos os fatos. O INSS não fez diligências para verificar as condições da RSX Informática antes de contratá-la. (Com Agência Brasil)

Deixe um comentário