Presidente da CMTC afirma que desoneração não altera IPVA, apenas taxa de licenciamento

A meta é reduzir em R$1,00 até o início de 2020. Benjamin Kennedy ainda disse que haverá mais ônibus, linhas e melhorias com essa medida

Benjamin Kennedy anunciou melhorias e redução tarifária | Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

Benjamin Kennedy, presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), explicou que a política de desoneração da tarifa de ônibus, que vem sendo defendida por ele e pelo presidente da CDTC, Jânio Darrot, não altera o IPVA.

“Apenas coloca um incremento de R$ 5,41 mensais na taxa de licenciamento anual de cada veículo automotor”, disse. O objetivo é reduzir dos atuais R$ 4,30 para R$ 3,30 o valor da passagem em Goiânia e na Região Metropolitana em janeiro de 2020. 

Além da redução tarifária, o presidente da CMTC disse que isso trará também melhorias no transporte coletivo, novas linhas e novos ônibus. 

Questionado, Benjamin Kennedy defendeu que a modificação na tipologia da frota dos citybus possibilitou o aumento de lugares, já que o micro-ônibus disponibilizava 22 assentos e a frota será formada por veículos de 32 lugares. O motivo da mudança foi a deterioração rápida do modelo microônibus, bem como fornecer a acessibilidade total, exigida por Lei, disse o presidente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.