Presidente da Câmara a vereadora: “Me respeite que eu não sou seu empregado”

Anselmo Pereira e Cida Garcêz se estranharam na manhã desta quarta-feira (13/4) durante discussão sobre festivais de música

anselmo-cida-garcez-fotos-alberto-maia-camara

Presidente Anselmo Pereira e a vereadora Cida Garcêz | Fotos: Alberto Maia

A Câmara Municipal de Goiânia foi, novamente, palco de bate-boca acalorado na manhã desta quarta-feira (13/4). O presidente da Casa, Anselmo Pereira (PSDB), e a vereadora Cida Garcêz (PMN) se estranharam durante discussão sobre a realização de festivais de música em logradouros públicos.

Cida revelou que irá pedir o cancelamento da edição de 2016 do festival Villa Mix na capital. A parlamentar pediu que Anselmo fizesse tal requerimento, mas ele, de forma nada simpática, refutou continuar discutindo o assunto.

Na verdade, a matéria que estava sendo avaliada naquele momento era um título de cidadania e, por isso, o presidente insistiu que não falaria sobre outra coisa e nem permitiria uma questão de ordem da vereadora do PMN.

A situação gerou revolta e Cida decidiu questionar o presidente. E foi aí que o clima esquentou. Aos gritos, Anselmo afirmou que “quem manda no regimento da Casa” é ele e que, se a vereadora quisesse falar, deveria ficar até o final da sessão. “O que a senhora não faz”, alfinetou.

Cida Garcêz rebateu pedindo respeito e demandando que ele lhe desse a palavra. Não funcionou. O presidente contra-atacava: “Se contenha!”.

Dessa vez com o microfone, ela solicitou cópia da transcrição da sessão desta terça (13), mas novamente recebeu uma negativa de Anselmo: “Faça por escrito”. “Posso fazer verbalmente. Conheço o regimento e meus direitos como vereadora”, contradisse Cida. Contudo, o presidente permaneceu irredutível: “Não! Me respeite que eu não sou seu empregado”.

O vereador Paulo Magalhães (PSD) chegou a desistir de discutir um determinado projeto por causa do “clima ruim” que estava na Câmara Municipal.

Essa não é a primeira vez que os dois parlamentares se estranham.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.