Prefeitura promete teleférico funcionando até outubro

Obras de instalação do equipamento estão congeladas há três anos. Itens já instalados no local, como cabines e cabos de aço, serão aproveitados

Este slideshow necessita de JavaScript.

As obras de instalação do teleférico do Parque Mutirama serão retomadas após três anos de paralisação, conforme informou a prefeitura nesta quinta-feira (16/7), durante assinatura da ordem para o reinício dos serviços.

Os trabalhos serão executados empresa paulista Metaluminio Projetos e Montagens, única a participar do pregão presencial da Prefeitura de Goiânia. Os gastos atingem R$ 8 milhões, sendo que resta a pagar R$ 1,8 milhão referente às novas cabines e a manutenção das peças.

Engenheiro José Alfredo Rosedo mostra painel de controle do telféroco  | Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Engenheiro José Alfredo Rosedo mostra painel de controle do teleférico

Apesar do tempo parado, praticamente toda a estrutura do teleférico, como centro de comando, roldanas, sistema elétrico e os seis cabos de aço serão aproveitados — todos esses itens estão montados desde 2012. “Os materiais estão em boas condições. Faz parte da contratação a inspeção magnética dos cabos para avaliarmos as condições atuais”, afirma José Alfredo Rosedo, engenheiro da obra.

De acordo com a arquiteta e urbanista Martha Marra, será construído um restaurante de mil metros quadrados com cinco quiosques com lanches rápidos e ginásio de esportes no bosque do Parque Botafogo em terreno onde existe um campo de futebol de terra atualmente.

O equipamento irá atravessar linha de um quilômetro entre a Estação Itumbiara, no Mutirama, e a Estação Porangatu, no Bosque Botafogo. A estrutura vai contar com dez cabines com capacidade para seis pessoas cada uma. Embaixo, será possível ver a Avenida Araguaia e a Marginal Botafogo. Na segunda-feira (20), técnicos da Metaluminio estarão no parque para vistoria. A promessa é que o teleférico seja entregue no aniversário de Goiânia, em 24 de outubro. O visitante deverá pagar valor ainda não definido para andar.

Em março de 2012 a obra de reforma e o aluguel de brinquedos foram alvos de questionamentos da Câmara de Vereadores, do Ministério Público de Goiás (MPGO) e Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por supostas irregularidades. O Paço Municipal chegou a perder cerca de R$ 30 milhões em recursos do Ministério do Turismo por conta das denúncias.

Túnel Jaime Câmara

O polêmico túnel Jaime Câmara, da Avenida Araguaia, também vai ser reformulado. A prefeitura promete instalar em cima da plataforma que o cobre quadras esportivas de peteca, vôlei e futsal de pequeno porte, além de área de convivência. As obras serão iniciadas paralelamente à instalação do teleférico, mas a prefeitura não estabeleceu prazo para conclusão.

Segundo o presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Sebastião Peixoto (PMDB), os problemas de infiltração serão resolvidos. Em 2014, o local chegou a ser chamado de “túnel lava-jato” após intensa chuva que causou inundação. O peemedebista pontuou ainda que até outubro 95% das obras do teleférico, do túnel e do bosque estarão concluídas.

Presidente da Agetul, Sebastião Peixoto (PMDB) detalha obras do teleférico

Sob estrutura do teleférico, Sebastião Peixoto detalha obras | Fotos: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Leia mais:
A verdade sobre o Mutirama

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Manuel Ferreira

Desejo que esta obra dê certo dessa vez. Adoro o mutirama e gostaria de vê-lo integrado ao parque Botafogo. Recentemente, fui ao parque… mas que decepção. Completamente abandonado. Que agora ele seja definitivamente revitalizado.