Prefeitura de Goiânia planeja arrecadar R$ 5 milhões com Nota Gyn

Consumidores que aderirem ao programa participam de sorteios de imóveis e carros, além de poderem receber desconto de até 30% sobre o IPTU

Prefeito Paulo Garcia espera aumentar investimentos em obras com o aumento na arrecadação | Foto: Reprodução/Twitter

Prefeito Paulo Garcia espera aumentar investimentos em obras com o incremento na arrecadação | Foto: Reprodução/Twitter

Lançado na manhã desta segunda-feira (8/6), o programa Nota Gyn vem com a expectativa de aumentar em 10% a arrecadação do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) do município, o que equivaleria a R$ 5 milhões a mais para a Receita. O prefeito Paulo Garcia (PT) e o secretário de Finanças, Jeovalter Correia, anunciaram a iniciativa durante evento de assinatura do decreto que regulamenta a medida no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

“Onde esse programa foi implantado, a média de aumento foi de 15% a 20%, mas, como nós estamos em uma crise, a perspectiva é de aumentar em 10% a arrecadação do ISS”, explicou Jeovalter. O prefeito ressaltou a importância desse aumento para o município: “Nós temos hoje 56 obras em execução, mais de R$ 1 bilhão de reais, na cidade de Goiânia. Se nós arrecadarmos de forma mais adequada, podemos multiplicar por cinco esses investimentos”.

O grande objetivo da prefeitura com a Nota Gyn é combater a sonegação fiscal por meio do estímulo à emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), visando a formalização de empresas que estejam irregulares. Para isso, os consumidores poderão também denunciar empresas informais através do site do programa. Pequenas empresas têm até o dia 15 de julho para se adequarem e inscreverem no programa.

Consumidores que tiverem interesse em participar devem se cadastrar pelo site e pedir a inclusão do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) na nota fiscal de prestação de serviços. A cada R$ 500 em notas, o consumidor tem direito a um cupom para participar de sorteios.

O programa deve sortear anualmente uma imóvel no valor de R$ 200 mil e dois carros, um de R$ 100 mil e outro de R$ 50 mil. Com o programa é possível também conseguir desconto de até 30% sobre o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para pessoa física e até 5% para pessoa jurídica.

Diferenciação

Com o lançamento da Nota Gyn pouco mais de um mês após a criação da Nota Fiscal Goiana do governo estadual, é possível que exista, pelo menos a princípio, um pouco de confusão acerca dos dois programas. A diferença é que a iniciativa da prefeitura é sobre o ISS, ou seja, vale para notas fiscais de prestação de serviço, já a Nota Goiana é sobre aquisição de bens.

Um exemplo citado pelo secretário de Finanças da prefeitura ilustra bem essa diferença: se o consumidor compra um celular, ele pode incluir o nome na nota fiscal e participar do programa do governo estadual, mas se esse celular quebra e vai para o conserto, o consumidor pode pedir o nome na nota e participar do Nota Gyn.

Uma resposta para “Prefeitura de Goiânia planeja arrecadar R$ 5 milhões com Nota Gyn”

  1. Avatar Carlos Henrique Teles disse:

    Achei que a campanha promocional que está veiculando nas rádios de muito mal gosto, uma vez que se pedir a nota gyn então não há nenhum problema em está enganando uma outra pessoa, que seria um pai, um esposo, um mulher dentro tantos outros como está sendo mostrado nas campanhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.