Prefeitura de Aparecida de Goiânia se prepara para centenário com projeto de requalificação do município

“Eu fiquei empolgado com as propostas, porém precisamos ouvir a população”, disse o gestor, que já se reuniu com secretários para debater o projeto que tratará sobre o assunto

Gustavo Mendanha debate projeto “Reviver Aparecida” com secretários | Foto: Rodrigo Estrela

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), reuniu sua equipe, nesta quinta-feira, 12, para debater o projeto “Reviver Aparecida”, que objetiva a requalificação do município, a partir do Centro Histórico. O encontro é uma preparação para o centenário da cidade, que será em maio de 2022, e a ideia é a transformação por meio de ações e intervenções estruturais que resgatem a história local.

Essas intervenções serão elaboradas pelas secretarias de Infraestrutura, Ciência, Tecnologia e Inovação e de Cultura e Turismo, com supervisão do chefe da Casa Civil, Olavo Noleto e do vice-prefeito Veter Martins. Elas vão criar rotas turísticas para os visitantes, fomentar a cultura, a arte e o comércio da região, bem como gerar espaços de interação da população aparecidense.

Em fase inicial, o projeto ganhará uma “Comissão do Centenário” para debater e ampliar a proposta. Segundo Olavo Noleto, será lançado, ainda, um calendário dos 100 anos para colocar em prática cada proposta. “O setor Central de Aparecida de Goiânia tem um grande potencial turístico e cultural, principalmente com o resgate histórico sociocultural. Com isso é possível reverter o processo de esvaziamento socioeconômico e cultural, recuperando assim a atratividade da região central da cidade tanto como local para se viver, visitar e investir”, explicou.

Empolgado

Gustavo Mendanha afirma que Aparecida passará por um marco histórico, caso o projeto seja aprovado pelo Poder Legislativo e pelos comerciantes e sociedade civil do município. O gestor destaca que o centro da cidade precisa ser resgatado. “É preciso haver ações que deem movimento a essa parte de Aparecida, que foi onde a cidade surgiu”, declarou.

Atento, o gestor diz que é preciso ouvir todos, especialmente a população, para ver se a concordância com as ideias apresentadas no projeto Reviver Aparecida. “Particularmente, eu fiquei empolgado com as propostas, porém precisamos ouvir a população. Queremos que os moradores tomem consciência e estaremos abertos a sugestões”, apontou.

Propostas

Apesar de ainda ser cedo, o projeto Reviver Aparecida já possui algumas propostas. Entre elas, está a criação do Corredor Cultural, que, por meio de um conjunto de intervenções no Centro e entorno, conectará diversas rotas de pedestres. O intuito é realizar um caminho contínuo com diferentes espaços públicos.

A requalificação desse corredor ocorrerá na Praça Matriz, Cemitério Central, Parque Lafaiete, Parque da Família e Ciclovia da Avenida de Furnas. Também estão previstas as criações do Mercado Central, Rua Coberta, Museu de Escultura ao Ar Livre, Museu de Arte Urbana, Museu Histórico a céu aberto e Agenda Cultural do Centenário.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.