Prefeitos e deputados reforçam aliança em apoio à candidatura de José Eliton

Encontro reuniu mais de 20 pessedistas no Palácio das Esmeraldas nesta terça-feira (29/5)

Reforçando a preferência pela base tucana, prefeitos e deputados do PSD se encontraram com  o governador José Eliton (PSDB) nesta terça-feira (29/5), no Palácio das Esmeraldas. O objetivo da reunião foi reafirmaram a aliança no projeto de reeleição do chefe executivo de Goiás.

14 prefeitos, dos 16 do PSD em Goiás, além de todos os deputados da legenda estiveram na ocasião, ouvindo do governador que suas lideranças são importantes para o  “alicerce” do projeto do governo. José Eliton fez questão de ouvir a todos e garantiu “estar feliz” com a presença dos políticos.

Um dos presentes, o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin, disse que o PSD sempre foi governo e ajudou a eleger e reeleger a chapa Marconi/José Eliton. “Participamos ativamente deste governo, com certeza, o caminho natural é estarmos com nosso candidato que vai postular a reeleição. A tendência clara e óbvia é continuarmos onde sempre estivemos”, justifica.

O prefeito de Alto Horizonte, Luiz Borges da Cruz, concordou e disse ainda que acha coerente ficar na base. “Já estamos juntos, trabalhando, e vamos ganhar a eleição. Zé Eliton conquistou o apoio do grupo da base, ao longo do tempo; junto com o Marconi, fez muito por Goiás. Seria deslealdade muito grande ir para outro barco”, acredita.

Dos deputados, Thiago Peixoto disse que, no partido, existe hoje um apoio majoritário ao projeto de José Eliton e Marconi Perillo. “Estamos vendo aqui 100% dos prefeitos e 100% dos deputados que entendem que o melhor, não para o PSD, mas para o estado de Goiás, é caminhar com José Eliton”, disse.

A reunião durante o almoço no Palácio revelou que a única divergência no PSD  parece ser a posição do presidente regional, Vilmar Rocha, que flerta com outros pré-candidatos. Apesar disso,  lideranças  fazem questão de apostar no consenso, no diálogo, e hipotecam respeito ao ex-deputado. Todos dizem acreditar que ele caminhará com a maioria do partido. Thiago Peixoto ressalva que o PSD é um partido que dialoga e é democrático, e respeitará a vontade expressa por todos os membros.

“Temos todo o respeito ao Vilmar, pela posição dele, que é democrática, ao que ele representa para o partido, agora: a ampla maioria  defende este caminho. O partido se manifesta nas convenções, mas não tenho dúvida de que teremos uma manifestação pró-José Eliton”, aposta. “Temos o maior respeito pelo Vilmar Rocha, tenho certeza de que ele virá também, é um homem democrático e o PSD é um partido de diálogo”, também afirma Cristóvão Tormin. “Isso é uma construção, a sabedoria das lideranças vai manter a base”, aposta Divino Lemes.

O prefeito de Anicuns, Zé da Ferragista é direto: “A gente se considera da base e vamos ficar. Se ele não apoiar, nós já temos um destino certo,  e estamos conscientes disso”, disse. “Tenho muito carinho por Vilmar, mas ele não pode tomar decisão sem falar conosco. Tenho certeza que, na hora certa, ele vai estar conosco”, disse o prefeito de São João da Paraúna, João Cré Crė. O prefeito de Morro Agudo de Goiás, Anatair Santana, quer continuar na base, mas defende que, no apoio oficial a Zé Eliton, que também se “busque alguma coisa” para Vilmar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.