Preço da gasolina deve cair em Goiás se aumento de tributos for barrado, diz sindicato

Segundo representante do Sindiposto, valores devem voltar aos que eram antes de decisão anunciada pelo governo federal

Com a decisão da Justiça de barrar o aumento de impostos sobre combustíveis, o preço da gasolina, do etanol e do diesel deve cair nos postos de Goiás, afirmou nesta terça-feira (25/7) o advogado do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Antônio Carlos de Lima.

Em entrevista ao Jornal Opção, o representante disse que os preços devem voltar ao que eram antes da decisão determinada pelo governo federal. “Tudo que se quer é isso”, comemorou.

O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou nesta terça a suspensão imediata do decreto publicado na semana passada pelo governo Temer que elevou a alíquota de PIS/Cofins que incide sobre a gasolina, o diesel e o etanol.

A decisão liminar atendeu a pedido feito em uma ação popular, movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs e vale para todo o país.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo recorrerá da decisão. Segundo ele, advogados da Advocacia Geral da União (AGU) já estão analisando a decisão para preparar a defesa.

Para o representante do Sindiposto, por se tratar de um ação popular contra o governo, a liminar tem grandes chances de ser suspensa. “Até esta quarta-feira (26) a decisão deve ser tomada”, afirmou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.