Por telefone, pacientes com Covid-19 são monitorados

Atendimento remoto em saúde também abrange pessoas com dúvidas ou suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, garantindo apoio à população durante isolamento social

Cori, Central de Orientações do coronavírus | Foto: Ascom

Criada pelo Governo de Goiás, a Cori é uma estrutura que reúne uma equipe multiprofissional preparada para tirar dúvidas sobre a Covid-19 e realizar triagens sobre possíveis casos de contaminação pela doença. Acessando o site www.saude.go.gov.br/coronavirus e conversando com o chatbot Vitória, ou ligando para 62 3201-9300, o cidadão responderá a um questionário que indicará se os sintomas se encaixam ou não no perfil do novo coronavírus.

A partir daí, o atendimento pode resultar em orientações gerais ou até consulta médica via telemedicina, tudo gratuitamente.

A Cori foi desenvolvida pelo governo estadual durante a pandemia como uma alternativa para que as pessoas que suspeitam estar com Covid-19 sejam acompanhadas por uma equipe de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais, sem precisar sair de casa. O objetivo é orientar que esses possíveis pacientes não busquem hospitais sem que realmente seja necessário.

Sobre a Cori

A Central de Orientações sobre a Covid-19 foi desenvolvida por técnicos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Centro de Excelência em Inteligência Artificial da Universidade Federal de Goiás (UFG) e a Faculdade de Medicina da UFG.

Além do contato telefônico, quem procura a Cori pode conversar com a chatbot Vitória, uma inteligência artificial programada para realizar a triagem a partir de um questionário.

Gerente da Cori, Fabrício Pereira Montes explica que o objetivo é prestar suporte a quem possui dúvidas ou suspeita que esteja com sintomas de Covid-19. “Atendemos diariamente ligações e conversas via chat vindas de várias cidades de Goiás e até de outros Estados”, disse Fabrício.

A base operacional funciona em Goiânia, e conta com 72 profissionais da saúde responsáveis por atender e monitorar as pessoas que buscam o serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.