Políticas educacionais adotadas por Goiás na pandemia são destaque em estudo da OCDE

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é uma instituição intergovernamental com 38 países membros com o objetivo de estimular o progresso e o comércio mundial

Governador, Ronaldo Caiado durante entregas de Cartão Alimentação e smartphones | Foto: divulgação

Duas políticas educacionais adotadas em Goiás durante a pandemia da Covid-19,  foram destaque no relatório Education Policy Outlook, produzido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A primeira delas foi, a distribuição dos kits de alimentação e a entrega de smartphones, com acesso à internet, aos estudantes que tinham dificuldades de acompanhar as aulas de forma remota.

Com um investimento de R$ 82 milhões, desde agosto do ano passado, 530 mil alunos da rede estadual de ensino receberam os kits de alimentação que passou a substituir, o Auxílio Alimentação, que só era destinado aos estudantes em situação de vulnerabilidade social cadastrados em programas sociais como o Bolsa Família. Ação ajudou a reduzir a evasão escolar em até 80% e continuou nos primeiros três meses letivos de 2021, com investimentos de mais R$ 45 milhões. Agora, os alunos tem acesso ao Cartão Alimentação, no valor de R$ 30 até esse mês, já que para agosto existe previsão de retorno presencial as salas de aula.

O governador Ronaldo Caiado realizou ainda no ano passado a entrega de 1.136 smartphones, para a Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Além do Programa de Recondicionamento de Equipamentos Eletroeletrônicos (Sukatech), que buscou a recuperação de computadores e outros aparelhos para doá-los a escolas e organizações da sociedade civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.