Policiais seguem na busca por Lázaro Barbosa, suspeito de cometer chacina em Ceilândia-DF

Mais de 200 policiais militares, civis, federais, rodoviários federais, com auxílio de cães, dão continuidade às buscas pelo suspeito; homem já tem histórico de crimes e foi condenado por porte ilegal de arma de fogo, estupro e roubo

Lázaro Barbosa de Sousa, de 33 anos | Fotos: Polícia Civil do DF e GO

Lázaro Barbosa de Sousa, autor de chacina que ocorreu no Incra 9, em Ceilândia, na última quarta-feira, 9, continua foragido. Nesta segunda-feira, 14, mais de 200 policiais militares, civis, federais, rodoviários federais, com auxílio de cães, dão continuidade às buscas pelo suspeito, de 33 anos.

Durante o crime, o homem invadiu a chácara de Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, que morava com a esposa, Cleonice Marques Andrade, e os filhos Gustavo Marques Vidal e Carlos Eduardo Marques Vidal.

Ao perceber que a esposa de Cláudio estava tentando ligar para um familiar para relatar o caso, Lázaro teria matado o homem, os dois filhos e fugido com Cleonice.

No dia seguinte, Lázaro ainda teria invadido outra chácara que se localiza a 3km do terreno de Cláudio. Silvia Campos, proprietária do local, afirmou à polícia ter ficado mais de três horas sobre a mira de Lázaro e ter sido obrigada pelo autor, junto ao caseiro, a usarem maconha. Ao fim, Lázaro teria fugido da segunda chácara com dinheiro, celulares e uma jaqueta.

O autor já possui histórico de crimes e já foi preso, em 2018, mas fugiu do presídio em julho do mesmo ano. Lázaro foi condenado por homicídio cometido na Bahia e tem mandado de prisão em aberto por roubo, estupro e porte ilegal de armas, no Distrito Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.