Polícia vai investigar Marcos por agressão física e tortura psicológica contra Emilly

Agressividade do cirurgião plástico na casa é motivo para pedidos de expulsão do programa. Público e Globo, entretanto, preferem mantê-lo na disputa

Reprodução/TV Globo

A maneira como o cirurgião plástico Marcos trata a namorada Emilly na casa do Big Brother Brasil (BBB) acaba de virar caso de polícia, informou nesta segunda-feira (10/4) o jornal “Extra”.

Conforme a publicação, a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio (Deam), Marcia Noeli Barreto, determinou o registro de ocorrência após ver as imagens de mais uma briga entre os dois e, principalmente, quando a jovem diz ter sido machucada pelo médico.

Agora, a delegacia deve pedir em breve à TV Globo as imagens de toda a confusão envolvendo Marcos e Emilly para verificar se houve ou não lesão corporal.

Além disso, a diretora destaca também que a tortura psicológica que ele pratica contra a jovem é considerada violência doméstica  e se enquadra na Lei Maria da Penha.

“É assim que tudo se inicia. Ele não a ameaçou de morte, por exemplo, mas houve constrangimento tão forte, que ela ficou acuada”, disse a diretora ao “Extra”, lembrando, ainda, que, neste caso, somente a vítima pode prestar queixa.

Ao longo das últimas semanas, o cirurgião plástico tem mostrado comportamento agressivo dentro do programa, sendo sua principal vítima a jovem Emilly, com quem ele mantém um relacionamento na casa.

Vídeos que correram as redes sociais na última semana mostram o médico ameaçando a estudante e apontando o dedo na cara dela em um momento de tensão extrema.

Depois disso, internautas reivindicaram a expulsão de Marcos do programa. A resposta da emissora veio na edição deste domingo (9) — a mesma em que consagrou o cirurgião como finalista. Sobre a situação, o apresenta Tiago Leifert se limitou a dizer que a produção está “preparada para interferir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.