Polícia prende falso médico que dava golpe em mulheres

Oscar conhecia mulheres por sites e aplicativos de relacionamentos — como ‘Tinder’ e ‘Par Perfeito’ –, marcava encontros e roubava carros e joias das vítimas

falso-medico-okok

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (12/5), Oscar Renato Batista Gomes, de 36 anos, suspeito de aplicar golpes em mulheres do Distrito Federal. O delegado Hellyton Carvalho é o responsável pela operação “Suíte 14”, que resultou na prisão temporária no último dia 7. Conforme a polícia, Oscar se fingia de médico, seduzia mulheres e em seguida aplicava golpes.

O homem, que garante ser ator (por isso as fotos com jaleco de médico nas redes sociais), utilizava sites de relacionamento como ‘Badoo’ e ‘Par Perfeito’, além do aplicativo ‘Tinder’, para conhecer mulheres. Oscar, então, marcava encontros com elas no flat que alugava e dizia ser seu, em Goiânia. O inquérito possui duas denúncias de vítimas do Distrito Federal, mas cujos golpes foram consumados na capital goiana.

Oscar já possuía passagem por estelionato no Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Norte — onde ficou preso por um ano — e Distrito Federal — onde ficou preso por quatro meses. A polícia chegou até ele, que estava em Paracatu, Minas Gerais, monitorando os celulares que ele utilizou para se comunicar com as vítimas. Ele fugiu para o local após aplicar golpes em duas mulheres do DF que fizeram a denúncia.

O delegado Hellyton explicou como se deu os dois golpes: no primeiro, Oscar se encontrou com a vítima em um hotel, e na manhã seguinte, antes da mulher acordar, ele foi embora levando os celulares e o carro da vítima. “Ele demonstrava ser bem sucedido, e as mulheres acreditavam”, disse o delegado.

Conforme delegado, foi apreendido R$ 6 mil em semijoias junto com Oscar | Foto: Polícia Civil

Conforme delegado, foi apreendido R$ 6 mil em semijoias junto com Oscar | Foto: Polícia Civil

No segundo caso, ele ficou por cinco dias com a mulher em uma flat que dizia ser seu, mas era alugado. Após cinco dias juntos, utilizando meios fraudulentos, Oscar convenceu a vítima a assinar o Documento Único de Transferência (DUT) do veículo para que ele pudesse vender para terceiros. “Ele simulou a compra de um carro em uma concessionária e disse que era para ela. Então, convenceu a vítima a vender o antigo veículo para ele. Eles levaram o carro para a concessionária, depois ele voltou lá, disse que havia desistido da compra e pegou o carro dela de volta”, explicou Hellyton.

O delegado alega que Oscar não agia somente desta forma. Há o registro de um golpe realizado em Brasília, em que o suspeito vendeu um lote para um homem por 110 mil utilizando documentos falsos. A vítima descobriu somente depois que o lote já possuía dono.

O suspeito, por sua vez, alega ser inocente de todas as acusações. Na delegacia, além de dizer que era ator, Oscar garantiu que as mulheres eram apaixonadas por ele, e como ele não queria ficar com elas, fizeram denúncias falsas. Sobre o carro roubado, ele garante que levou para uma oficina, e ela nunca foi buscá-lo. Já sobre as semijoias, Oscar sustenta que os objetos foram deixados pela vítima em sua casa, e ela nunca foi buscar. Conforme a polícia, foi apreendido R$ 6 mil em semijoias junto com o suspeito.

De acordo com o delegado, o homem será indiciado por furto mediante fraude, que pode chegara oito anos de prisão, e estelionato, cuja pena vai até cinco anos de reclusão. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva para evitar que ele continue a cometer crimes enquanto aguarda julgamento. Questionado se acredita que o homem continuará a agir desta forma, o delegado garante: “Com certeza. O crime para ele é um meio de vida. Ele até disse que já fez um ‘pé de meia’. Estamos buscando, mas ainda não encontramos bens no nome dele.”

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ana Cherpinski

As mulheres estão “chutando o balde” tbm, Conhecer um sijeito só por um site e ir a um motel com o cara, ou no apto dele, tá pedindo né???