Polícia indicia sete pessoas pela morte de cartorário em Rubiataba

Polícia continua em busca do sétimo suspeito de participar da morte do cartorário de Rubiataba. Luizmar Francisco Neto, vulgo “chefe” é apontado como sendo o responsável pela contratação dos executores

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia de Polícia de Rubiataba, concluiu o inquérito policial que apura o homicídio praticado contra o cartorário Luiz Fernando Alves Chaves, de 40 anos. Foram indiciados sete pessoas, sendo que seis delas já foram presas, incluindo a viúva da vítima, e um continua foragido.

Apesar da investigação ter sido finalizada, o delegado responsável pelo caso, Marcos Adorno, informou que a polícia continua em busca de Luizmar Francisco Neto, vulgo “chefe”. Ele teria sido o responsável pela contratação dos executores e vai responder pelo crime de homicídio, roubo circunstanciado e associação criminosa.

No sábado, 8, a irmã da mulher suspeita de mandar matar o próprio marido foi presa. Porém a corporação ainda não divulgou qual seria a participação dela no assassinato do cartorário. A cunhada da vítima seria a sexta pessoa suspeita de integrar o grupo responsável por participar do crime. A prisão ocorreu no Jardim Presidente, em Goiânia.

Luiz Fernando tinha 40 anos e era dono de um cartório em Rubiataba. No dia 28 de dezembro de 2021 ele foi sequestrado na casa onde residia, no Setor Jardins. Ao tomar conhecimento, a polícia fez patrulhamento pela região e encontrou o corpo de Luiz com várias perfurações de arma de fogo. Luiz, segundo a PM, estava com as mãos amarradas com um lacre de nylon. Dos 17 disparos, sete o acertaram. Dois dos homens que participaram do sequestro conseguiram fugir com a caminhonete da vítima, porém, em um cerco, os militares conseguiram abordar o veículo e prender os criminosos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.