Polícia Federal prende jovem por atos preparatórios de terrorismo

Indivíduo tinha contato direto com radicalistas islâmicos. Ele também já havia publicado vídeos em que exibia armas e manifestava a intenção de praticar um ataque terrorista por meio de uma ação suicida 

Armas apreendidas com o jovem. | Foto: Divulgação Polícia Federal.

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Trastejo, a qual visa investigar possíveis atos preparatórios de terrorismo. Um jovem brasileiro foi preso no Paraná. Ele estava passando por processo de recrutamento e radicalização por meio virtual, vindo a adotar posturas semelhantes aos de radicalistas islâmicos. Como o investigado divulgava ser professor de música nas redes sociais, o nome da operação é uma referência a um defeito no braço do instrumento de corda, o qual acaba provocando problemas na emissão de som do mesmo. 

O jovem mantinha contato direto com radicais islâmicos de fora do Brasil e manifestava o desejo de viajar para o Iraque, a fim de se juntar a grupos terroristas. Com ele, a Polícia Federal apreendeu uma espingarda calibre 32 e muitos simulacros de arma.

Na internet, esse mesmo indivíduo teria chegado a publicar vídeos em que exibia munições, dólares e manifestava o desejo de realizar um ataque terrorista por meio de uma ação suicida. Esse jovem já possuía um histórico criminal extenso, contando com passagens por posse de entorpecentes, homicídio qualificado, além de tentativa de roubo.

Segundo a Polícia Federal, esse jovem poderia chegar a consumar o ato terrorista a qualquer momento, uma vez que possui treinamento para o manuseio de armas, além de motivação e meios para realizar o ato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.