Polícia Federal deflagra décima fase da Operação Lava Jato

Serão cumpridos 18 mandados judiciais, sendo dois de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e 12 de busca e apreensão. Renato Duque, ex-diretor de serviços da Petrobras, e Adir Assad, apontado como o operador do escândalo da empreiteira Delta, foram presos na manhã desta segunda-feira (16/3)

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira (16/3) a décima fase da Operação Lava Jato, intitulada Que País é Esse, que investiga desvios de recursos na Petrobras. Cerca de 40 policiais federais cumprem 18 mandados judiciais: dois de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão.

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba. Os presos são investigados pelos crimes de associação criminosa, uso de documento falso, corrupção passiva e corrupção ativa, além de fraude em processo licitatório e lavagem de dinheiro.

Já foi efetuada em São Paulo a prisão de Adir Assad, empresário apontado nas investigações da CPI do Cachoeira como operador do escândalo da empreiteira Delta, e, no Rio de Janeiro, a prisão do ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque. Duque chegou a ficar encarcerado durante 20 dias em 2014, mas foi solto por uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki.

Segundo a PF, os presos serão levados para Curitiba e permanecerão custodiados na Superintendência da Polícia Federal à disposição da 13ª Vara Federal de Curitiba.

*Com informações da Agência Brasil

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.