Polícia Civil investiga participação da mulher no assassinato do dono de cartório

Esposa de Luiz foi conduzida para delegacia suspeita de ter mandado matar o marido para receber o seguro de vida do companheiro

A Polícia Civil investiga a participação da esposa de Luiz Fernando Alves Chaves, de 40 anos, proprietário do Cartório de Rubiataba, no assassinato do próprio marido. Na manhã desta quarta-feira, 29, a Polícia Militar prendeu dois homens que confessaram o crime e revelaram quem seria o mandante. Além deles, a polícia conduziu para delegacia a esposa de Luiz, suspeita de ser a mandante do crime, e também uma quarta pessoa, envolvida no assassinato.

Segundo informações preliminares, a mulher da vítima teria encomendado a morte do marido para receber o seguro de vida dele. Pelo homicídio, os criminosos receberiam o equivalente a R$ 5 mil, além da caminhonete da vítima. Ainda, segundo informações, uma cunhada de Luiz teria dado “sinal verde” para que os criminosos invadissem a casa, fornecendo o controle e chave do portão do imóvel para que pudessem entrar sem deixar rastros. O corpo da vítima foi encontrado a 18 km de Rubiataba, em uma estrada vicinal. Ele teria sido alvejado com 17 disparos de arma de fogo.

Conforme o inquérito policial, a vítima foi sequestrada na noite de terça-feira, 28, na casa onde morava com a família, levada no próprio carro e morta em seguida pelos criminosos. Na operação, dois carros e o equivalente a U$ 32 dólares foram recuperados. Os criminosos foram identificados como Edvan Batista Pereira e Laurindo Lucas Gouveia dos Santos. A pistola utilizada pelos criminosos foi apreendida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.