Polícia Civil intensifica ações da Operação Guardião

Entre as atividades está cumprimento de mandados de prisão; foi desarticulada uma quadrilha que atuava com roubos de cargas em Goiás e no Tocantins

Suspeitos foram presos com a arma do crime | Foto: reprodução

Suspeitos foram presos com a arma do crime | Foto: reprodução

A Operação Guardião — que busca apreender drogas, armas e coibir crimes em todo o Estado — prendeu uma quadrilha que atuava em roubo de cargas em Goiás e no Tocantins nesta quinta-feira (3/11). Foram cumpridos seis mandados de prisão, além disso, foram apreendidos veículos, aparelhos celulares, bloqueador de sinal e três armas de fogo. Os suspeitos presos e todos os objetos apreendidos foram encaminhados para o 7° Distrito Policial.

Em Itumbiara, região Sul do estado, foi preso um homem, de 40 anos, suspeito de vender medicamentos não identificados em desacordo com as normas regulamentares de distribuição e apresentação. O suspeito já vinha sendo investigado pelos policiais civis. Foram apreendidos cerca de 15 mil comprimidos. Ele alegou que os remédios são naturais e que adquiria rotineiramente esses produtos em outro município. O homem foi preso em flagrante.

No município de Ipameri, a Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão definitiva contra Valéria Dias, condenada pelo crime de tráfico de drogas. Em Rio Verde, a 8ª Delegacia Regional de Rio Verde cumpriu também um mandado de prisão.

Já em Novo Gama, dois suspeitos de homicídio qualificado foram presos juntamente com a arma usada no crime. As investigações apontam que eles e a vítima tinham desavenças pessoais e, em maio deste ano, se encontraram em uma festa. Na saída do local, um disparo atingiu a cabeça do jovem que não resistiu ao ferimento e morreu no local. (Com informações da Comunicação Setorial da SSPAP)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.