Polícia Civil indicia dois empresários do Alagoas por agressão contra Henri Castelli

As agressões ocorreram na madrugada do dia 29 para o dia 30 de dezembro de 2020, mas o ator só trouxe a história à tona em janeiro

Foto: Reprodução

Dois empresários de Alagoas, Bernardo Malta e Guilherme Accioly, foram indiciados pela Polícia Civil pela agressão do ator Henri Castelli no final de dezembro.

A informação foi confirmada ao UOL por Lucas Dória, advogado dos suspeitos. O delegado responsável pelo caso, Fabrício Lima do Nascimento, alegou no inquérito o crime lesão corporal contra o ator.

De acordo com o advogado dos suspeitos, a princípio os empresários seriam indiciados por lesão grave, mas apenas um laudo após 30 dias poderá confirmar a gravidade

Henri Castelli denunciou a agressão em suas redes sociais em janeiro deste ano quando mostrou ferimentos e radiografias afirmando ter sido atacado em um evento no estado do Alagoas, sem possibilidade de defesa. As agressões ocorreram na madrugada do dia 29 para o dia 30 de dezembro de 2020.

“Eu estava com alguns amigos e, do nada, fui puxado pelas costas, jogado no chão e fui agredido, vítima de socos e chutes no rosto”, afirmou na ocasião.

Também ao UOL, Lucas Dória afirmou que, Henri Castelli é quem teria começado a briga e que ele havia chegado alterado na festa onde tudo aconteceu. “Ele foi para cima do Guilherme e foi gerada uma situação desnecessária. Quando o Henri Castelli deu um soco no Bernardo pegou no Guilherme e ele teve um derrame no olho. Temos testemunhas, esposas e marinheiros que viram a cena”, contou o advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.