Polícia apreende mais de 3 toneladas de carne estragada em Itaberaí

Operação é do Ministério Público de Goiás em parceira com Procon, Agrodefesa, Vigilâncias Sanitárias e Superintendência de Polícia Técnico-Científica e Polícia Civil

Produtos de origem animal irregulares estavam presentes em 36 estabelecimentos | Foto: Ministério Público de Goiás

Uma operação deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) dentro do Programa Goiás Contra a Carne Clandestina apreendeu 3,2 toneladas de produtos de origem animal impróprios para o consumo no interior do Estado. A operação ocorreu entre os dias 25 e 28 da última semana na cidade de Itaberaí.

O balanço da ação apreendeu os produtos de origem animal irregulares em 36 estabelecimentos visitados no município, registrando ocorrências em 18 deles. Os produtos apreendidos foram inutilizados e descartados e os estabelecimentos comerciais que foram fiscalizados podem apresentar defesa, mas continuarão seno monitorados.

O objetivo da operação é combater o abate e a comercialização de produtos de origem animal clandestinos, ou seja, que não tem inspeção, rotulagem, que esteja fora dos padrões de higiene ou que tenha prazo de validade vencido.

Em conjunto com o MP-GO estiveram órgãos parceiros como os mencionados Procon Goiás, Agrodefesa, Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, além da Superintendência de Polícia Técnico-Científica e Polícia Civil.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.