O Prêmio Candango de Literatura entrou em sua etapa final. Entre os finalistas, Gilson Cavalcante, poeta e jornalista tocantinense, concorre com o livro de poemas “A Arte de desmantelar calendários”. A solenidade de entrega será no dia 21 de setembro, no Teatro Plínio Marcos, no Eixo Cultural Ibero-americano, a partir das 19h30. A festividade contará com show de Lenine e espetáculo cênico-musical Floripes, com a atriz Adriana Nunes e o mestre violonista Manassés de Sousa.

Foram analisadas 1.984 obras escritas em língua portuguesa de autores de seis países – Angola, Brasil, Cabo Verde, Macau (China), Moçambique e Portugal. O concurso brasiliense produzido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) premia com R$ 30 mil os escritores nas categorias  romance, contos, poema e autor residente no Distrito Federal. As categorias de capa e projeto gráfico ficam com R$ 12 mil. Os prêmios de incentivo à leitura, de público geral e de pessoas com deficiência, ganham R$ 15 mil cada.

Entre os concorrentes, está o autor moçambicano Mia Couto, ganhador do Prêmio Camões de 2013. O concurso coloca Brasília no calendário mundial de desafios literários. Entre os gêneros recebidos, a poesia foi a categoria com mais inscritos, recebendo 673 textos. Em seguida vem o romance, com 525, e os contos, com 302. A as mulheres correspondem a 41% dos inscritos.

Lista de poetas finalistas ao 1º Prêmio Candango de Literatura:

Alexei Bueno – O sono dos humildes

Anderson Braga Horta – 50 poemas | 50 Gedichte

Antônio Moura – A guerra invisível

Carlos Newton Júnior – Coração na balança

Gilson Cavalcante – A arte de desmantelar calendários

José Adriano Alves – 7Flechas

Mariana Ianelli – Terra natal

Olga Savary – Coração subterrâneo: poemas escolhidos

Ricardo Silvestrini – Carta aberta ao demônio

Wilberth Salgueiro – Sonetos