PMTO anuncia reforço no policiamento após ataques a ônibus

Em Palmas, dois ônibus foram queimados e um foi alvejado nos últimos três dias; suspeita é de que facções criminosas estejam por trás dos atos

Ônibus incendiado em Palmas | Foto: reprodução / Twitter Blog Rede Integrada

Ônibus incendiado em Palmas | Foto: reprodução / Twitter Blog Rede Integrada

O Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Tocantins (PMTO), coronel Glauber de Oliveira Santos, se reuniu com o comando da corporação no último domingo (1/3) para discutir as medidas a serem tomadas após os acontecimentos dos últimos três dias.

Na última sexta-feira (27), quatro homens renderam o motorista de um ônibus, ordenaram que os passageiros descessem e atearam fogo no veículo. Fato que se repetiu no sábado (28), mesmo dia em que um ônibus foi alvo de tiros.

A Secretaria de Segurança Pública acredita que os três ataques possam ter sido ordenados por facções criminosas descontentes com a proibição de visitas aos presídios devido à greve da Polícia Civil.

O comando  da PMTO informou que a força policial será reforçada nos pontos avaliados como vulneráveis após os acontecimentos e garantiu que o policiamento corriqueiro não será prejudicado. Além disso, os comandantes de unidades de Palmas e do interior do Estado estão atentos às movimentações nas cidades do Tocantins.

Entre as medidas anunciadas pela polícia estão o acompanhamento dos ônibus por policiais caracterizados e descaracterizados, a intensificação de patrulhamento nos pontos de ônibus e a realização de pontos de bloqueios nas principais entradas e saídas das cidades.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.