PMDB goiano decide pela expulsão de Friboi e Iris mantém domínio do partido

Chegou ao fim o imbróglio do empresário, acusado de infidelidade partidária por ter declarado apoio à reeleição do governador Marconi Perillo (PSDB) no ano passado

Júnior Friboi será expulso do PMDB | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Júnior Friboi será expulso do PMDB | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O processo de expulsão de Júnior Friboi chegou ao fim na manhã desta segunda-feira (22/6). E para alívio dos iristas, a Comissão de Ética do partido optou pela expulsão do empresário do partido. Em meio a gritos e acusações, a sessão conturbada acabou por volta das 11 horas com placar de 4 a 2. O relator do processo, Dori Mocó, deu parecer pela expulsão do empresário.

A comissão peemedebista, composta por Lucas do Vale, Dori Mocó, Gilmar Mota, Juliano Rezende, Marcone Pimenteira e Kowalsky Ribeiro, além do presidente, o advogado Leon Deniz, decidiu que há provas suficientes que comprovam a infidelidade partidária.

Votaram a favor da expulsão: Lucas do Vale, Dori Mocó, Gilmar Mota e Marcone Pimenteira; contra: Juliano Rezende e Kowalsky Ribeiro.

O processo de expulsão do empresário se arrastava desde o fim do último ano, quando Friboi resolveu creditar apoio à reeleição do governador Marconi Perillo (PSDB). Tido desde o início daquela corrida eleitoral como possível pré-candidato ao governo pelo PMDB, Friboi resolveu retirar seu nome da disputa em cima da hora, após o decano Iris Rezende demonstrar novamente interesse pelo cargo.

Em diversas ocasiões, o empresário deixou claro que havia um trabalho de bastidores do casal Iris para inviabilizar sua candidatura, mesmo o ex-prefeito de Goiânia já tendo afiançado apoio a Friboi. Iris Rezende foi derrotado, mais uma vez, por Marconi, o que dividiu (ainda mais) o PMDB.

A decisão sobre a expulsão de Friboi no PMDB não influencia apenas o futuro do empresário, mas também o da própria da legenda, já esbarrando nas eleições municipais do próximo ano. Com a saída de Friboi, o grupo comandado por Iris Rezende ganha força, assim como a candidatura do cacique peemedebista à Prefeitura de Goiânia no próximo ano — tida como certa.

Friboi pode recorrer ao PMDB nacional para evitar a expulsão.

Defesa

Logo após a divulgação do resultado, a defesa do empresário anunciou que vai recorrer da decisão, por acreditar na nulidade das provas. O Jornal Opção Online entrou em contato com Júnior Friboi, mas o assessor informou que ele não falará no assunto por enquanto e que “no momento certo” tratará da expulsão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.