PMDB de Goiás decide apoiar rompimento com o governo Dilma

Após reunião da executiva, diretório vai divulgar manifesto pedindo o fim da aliança com o PT 

Presidente do PMDB de Goiás, deputado Daniel Vilela | Foto: André Costa

Presidente do PMDB de Goiás, deputado Daniel Vilela | Foto: André Costa

A executiva estadual do PMDB de Goiás decidiu, na manhã desta segunda-feira (21/3), que vai apoiar o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

Após reunião na sede do diretório, em Goiânia, o partido comandado pelo deputado federal Daniel Vilela irá divulgar, em manifesto a ser encaminhado à executiva nacional, posicionamento favorável ao fim da aliança com o PT.

Goiás é apenas um dos mais de 10 Estados a formalizar a intenção de romper com o governo federal. O primeiro foi o de Santa Catarina, na semana passada, seguido por Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Piauí, Distrito Federal, Acre, Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Bahia e Mato Grosso do Sul.

Embora não tenha sido consenso entre todos os membros da executiva estadual, a decisão foi anunciada pelo presidente ao Jornal Opção. O posicionamento oficial sobre o assunto foi pedido pelos deputados estaduais Ernesto Roller e José Nelto — que são favoráveis ao rompimento.

2 respostas para “PMDB de Goiás decide apoiar rompimento com o governo Dilma”

  1. Fransco Amorim disse:

    Já estava humilhante ver este Vilela puxar saco de bandidos do PT. Que bom que saíram! Antes tarde do que nunca!

  2. Mário Fabyan disse:

    O BOM SENSO CHEGOU TARDE MAS, AINDA VAI A TEMPO DE SE RETRATAREM PERANTE OS BRASILEIROS QUE VOTARAM NELES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.