PM desmente áudios e mensagens sobre toque de recolher em Goiânia

De acordo com corporação, áudios são fraudulentos e querem causar uma situação de terror na cidade

A Polícia Militar de Goiás (PMGO) desmentiu, nesta quinta-feira (23/2), áudios e mensagens que circulam nas redes sociais sobre uma possível retaliação pela morte do traficante Thiago César de Souza, o Thiago Topete, que ocorreu durante um confronto em um presídio. De acordo com essas mensagens, moradores de bairros próximos ao Terminal das Bandeiras deveriam ficar em alerta para tiroteios.

Segundo o comandante da PMGO, coronel Divino Alves, estes áudios são fraudulentos e querem “criar desordem no meio da população”. O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), coronel Edson Costa, reforçou que as mensagens são boatos em coletiva no início da noite desta quinta-feira (23).

Ele explicou que o conflito na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia , começou por uma disputa entre gangues. “A atuação da polícia foi rápida e fundamental para evitar que ocorresse uma chacina ou uma situação muito maior. Em três horas entramos, fizemos o controle do presídio e já fizemos a segregação dos presos que inspiram cuidado”, resumiu.

Ele afirmou, ainda, que existem “aproveitadores” que usam a situação para tentar implementar o terror e que os cidadãos devem evitar replicar essas informações que não têm origem definida e assustam a população. “A polícia está nas ruas, a Rotam está indo para áreas onde possa haver qualquer tipo de problema. A PM está nas ruas e não está brincando”, afirmou o titular da SSPAP.

Edson Costa afirmou, ainda que serão instaurados inquéritos para apurar como a confusão se iniciou e presos conseguiram ter acesso a armas. Ele reforçou que todas as medidas necessárias para que não haja retomada de ataques já foram tomadas e que todas as informações de confusão na cidade estão sendo checadas, o policiamento está sendo intensificado em algumas áreas, o efetivo está nas ruas e o 190 está funcionando.

Confira o pronunciamento do comandante da PMGO, coronel Divino Alves:

Uma resposta para “PM desmente áudios e mensagens sobre toque de recolher em Goiânia”

  1. Avatar carmo disse:

    sera que estão nas ruas mesmo realizando policiamento ostensivo porque aqui neo setor onde eu moro eu foi assaltado no ponto de ônibus na quarta-feira e faz muito tempo que não vemos uma viatura passar aqui pelo bairo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.